Por Samuel Bryan

A secretária de Estado de Comunicação do Acre, Andréa Zílio, se reuniu na tarde desta quinta-feira, 19, com representantes de instituições e assessores de imprensa envolvidos direta ou indiretamente nos dois grandes eventos nacionais que serão realizados em Rio Branco na próxima semana.

O 16º Fórum de Governadores da Amazônia Legal e o Encontro de Governadores do Brasil pela Segurança e Controle das Fronteiras – Narcotráfico, uma Emergência Nacional estão marcados para os dias 26 e 27 deste mês, respectivamente.

Na pauta, a programação dos dois eventos e o alinhamento com os detalhes de credenciamento e a estrutura de comunicação durante a cobertura.

A secretária também colocou à disposição a estrutura da Secretaria de Estado de Comunicação (Secom) no apoio às demandas e divulgação do trabalho das instituições envolvidas nos dois eventos.

“Várias instituições participarão de alguma forma desse evento. O planejamento da Secom estabeleceu como prioridade dialogar com essas instituições e suas assessorias para que a gente trabalhe de forma integrada para mostrar a importância e o que representam esses eventos”, conta Zílio.

Parceria e encontro paralelo

Participaram da reunião representantes da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Polícia Federal (PF), Ministério Público do Acre (MP-AC), Tribunal de Justiça do Acre (TJ-AC), Exército e prefeitura de Rio Branco.

O assessor de imprensa da Superintendência da Polícia Federal no Acre, Edkallenn Lima, relatou como a instituição já tem se mobilizado, principalmente devido ao segundo encontro, que receberá as autoridades máximas do país como o presidente Michel Temer, a presidente do Supremo Tribunal Federal, Cármen Lúcia, e a procuradora-geral da República, Raquel Dodge.

“O planejamento da Secom estabeleceu como prioridade dialogar com essas instituições e suas assessorias para que a gente trabalhe de forma integrada”, conta Zílio (Foto: Sérgio Vale/Secom)

“Os dois eventos são muito importantes, principalmente o Encontro de Governadores pela Segurança, que contará com representantes de outros poderes da República, como a própria Presidência. Porque discutir segurança é algo primordial tanto para o cidadão quanto para nós, que trabalhamos com isso”, conta.

No mesmo período, o MPAC realiza um encontro com todos os procuradores-gerais de Justiça dos Estados e Distrito Federal. Dele, sairão indicativos a serem debatidos no Encontro de Governadores do Brasil.

Segundo a representante da Assessoria do MPAC, Ana Paula Pojo, o Colégio de Procuradores do Brasil discutirá o tema Segurança Pública. “Essa é uma campanha que o Ministério Público já vem encampando há algum tempo, inclusive junto com o governo do Estado”, disse.

Os eventos

O 16º Fórum de Governadores da Amazônia Legal será realizado dia 26 de outubro, como uma relevante força-tarefa sobre assuntos relacionados aos nove estados participantes.

Juntos, eles vão debater problemas comuns e políticas públicas que vão fortalecer o desenvolvimento da Amazônia, buscando mais apoio e ações do governo federal.

O evento marcará principalmente uma discussão sobre os preparativos para a Conferência do Clima da ONU (COP 23) – prevista para ser realizada em novembro – e o funcionamento de um consórcio de investimentos.

Já no dia 27 de outubro, o Acre sedia o Encontro de Governadores do Brasil pela Segurança Pública e Controle das Fronteiras – Narcotráfico, uma Emergência Nacional, que debaterá junto às autoridades a necessidade de criação de um Plano Nacional de Segurança Pública e uma Força-Tarefa de combate aos crimes transfronteiriços e proteção da soberania do país.